IGH inicia projeto de incorporação tecnológica e padronização de informações

IGH inicia projeto de incorporação tecnológica e padronização de informações

Criado por profissionais especializados em saúde que perceberam a necessidade de melhoria na Gestão do SUS, o IGH (Instituto de Gestão e Humanização), instituição de Utilidade Pública Municipal, qualificada como Organização Social de Saúde (OSS), tem como objetivo principal a utilização e propagação de práticas de gestão modernas, capazes de maximizar os resultados de Unidades prestadoras de Serviços de Saúde Pública.

Reconhecida como uma empresa séria e comprometida, o IGH tem apresentado altas taxas de crescimento desde a sua fundação até os dias atuais, aumentando consideravelmente a abrangência dos serviços ofertados à população e promovendo melhores condições de vida e saúde para os beneficiários do SUS.

A empresa avalia sua qualidade e crescimento através da gestão de indicadores e um dos números que comprovam o crescimento do Instituto é a quantidade de colaboradores contratados. Os números apontam que, em 2012, o instituto possuía 1200 profissionais. Já no ano seguinte, apresentou um crescimento de 15%, passando para 1800 pessoas. Atualmente, o IGH possui cerca de 2500 colaboradores distribuídos em 11 instituições de saúde, sendo: 1 em Aparecida de Goiânia (GO), 2 em Goiânia (GO), 1 em Porto Seguro (BA), 1 em Capim Grosso (BA), 5 UPAS em Salvador (BA) e 1 em Cassimiro de Abreu (RJ).

Parceiro ideal

Com tamanho crescimento, a empresa identificou a necessidade de adquirir um sistema de gestão hospitalar que pudesse atender as diversas necessidades, diversificadas, distribuídas entre unidades hospitalares e UPA’s, e que ao mesmo tempo possibilitasse a padronização e modernização dos processos de gestão. Além disso, a empresa precisaria estar presente nos estados em que possui suas unidades, com técnicos regionais. Para tanto, contratou a SPDATA que, através da implantação do SGH (Sistema de Gestão de Hospitais), oferecerá recursos tecnológicos avançados, atendimento (suporte) de qualidade, treinamentos e orientação para garantir o uso pleno dos sistemas, desde o agendamento de uma consulta, triagem/classificação e gestão de suprimentos, até a utilização do prontuário eletrônico pela equipe clínica/assistencial. Tudo integrado com o sistema de faturamento e gestão financeira, a fim de garantir a implantação de processos seguros e ágeis para uma gestão eficaz e a segurança do usuário do SUS.

A gestão fica centralizada em Salvador e os gestores das demais unidades terão recursos tecnológicos suficientes para monitorar online informações sobre os atendimentos efetuados nas unidades, a disponibilidade de serviços, atendimento das demandas, monitoramento e tratamento das não conformidades encontradas nas unidades, necessidades de recursos e insumos, necessidades de compras de forma centralizada, monitoramento dos custos etc. Tudo de forma remota e centralizada através de painéis de monitoramento, com gráficos e dashboards.

Através destas soluções os gestores terão mais segurança e agilidade na análise de dados e informações para a tomada de decisões, além de avaliar os indicadores com mais rapidez e eficácia e, em consequência, otimizar recursos e reduzir custos.

 

Publicado em: