PEP – Prontuário Eletrônico-do-Paciente

PEP – Prontuário Eletrônico do Paciente

O PEP – Prontuário Eletrônico do Paciente é um dos documentos mais relevantes no contexto da assistência ao paciente. Atualmente está em evidência e é discutido amplamente no cenário nacional e mundial, por conter todas as informações sobre o histórico do paciente, evolução do tratamento, prescrições médicas e exames solicitados. A SPDATA oferece uma solução para centralizar, armazenar e organizar estas informações com total segurança.

Anamnese – Evolução – Diagnóstico

O sistema facilita o lançamento, visualização e análise de dados clínicos do paciente, por meio de padrões de texto e opções definidas pelo cliente.
Criação, visualização e impressão de relatórios estatísticos para pesquisa clínica é outro recurso disponível na ferramenta PEP – Prontuário Eletrônico da SPDATA.

Solicitação de Exames

O sistema possui integração com o módulo SADT para solicitação de exames. Além disso, permite a visualização de laudo liberado pelo Bioquímico, por meio de uma tela de acompanhamento de resultados, trazendo ao médico segurança e agilidade na tomada de decisões.

Prescrição Médica

O sistema promove o controle das dietas orais, enterais e parentais, medicamentos, soluções, hemocomponentes, oxigenoterapia, nível de atividades, fisioterapia e procedimentos clínicos, incluindo itens de glicemia capilar e controle de antimicrobianos.

Facilita a prescrição por meio de protocolos definidos pelo cliente.

Controla a dose a ser administrada, considerando a fórmula de cálculo em prescrições neonatais.

Promove a geração de ganhos para o balanço hídrico, após a checagem dos itens prescritos X administrados.

Faz a integração com a farmácia e a checagem da enfermagem, com status de acompanhamento da situação atual da administração de cada prescrição ou item.

Para fechar o ciclo, a ferramenta permite a integração com compras e o provisionamento de consumo sobre as prescrições com planejamento odontológico e psiquiátrico.

Planejamento Oncológico

Controla o tratamento do paciente por meio de protocolos definidos pelo cliente.

Promove alteração total ou parcial do planejamento em virtude dos sinais vitais do paciente ou por qualquer outro motivo.

Garante a integração com o estoque e a checagem da enfermagem, com status de acompanhamento da situação atual de administração de casa sessão ou item.

O médico responsável pode visualizar se a sessão foi administrada por completo, parcialmente administrada ou não administrada.